Fora da nossa zona de conforto

Por Maria Fontaine

Julho 2, 2011

Todos nós temos a nossa zona de conforto, aquele conjunto de circunstâncias que nos fazem sentir confortáveis, ou pessoas com as quais aprendemos a interagir com facilidade e sem muito esforço consciente. As fronteiras desta área são muitas vezes demarcadas pelos nossos temores, o que achamos que outras pessoas consideram um comportamento aceitável da nossa parte, e o que excede os níveis de conforto quando precisamos fazer um esforço.

A zona de conforto é agradável e aconchegante. O problema com isso é que se permitirmos que determine nossas decisões, podemos acabar com pouco espaço para crescermos e nos desenvolvermos. Pode sufocar as oportunidades de experimentarmos tudo que a vida tem para oferecer, e se não continuarmos a nos esticar, corremos o risco de ficar acomodados de coração, mente e espírito.

O perigo de permanecermos dentro da nossa zona pessoal de conforto, quando o Senhor está tentando ampliar nossos horizontes, é que podemos gradualmente nos acostumar com uma existência em que não exploramos o nosso potencial. Podemos perder a capacidade de enxergar até onde podemos ir, ao ponto de não darmos mais esses emocionantes saltos de fé.

É desconfortável romper estes limites e existem riscos, porque não sabemos o que vamos encontrar. Mas a satisfação e emoção de encarar novas pessoas, novas ideias, e novas oportunidades, são tudo coisas que fazem de nós indivíduos mais profundos e motivados por propósitos. Jamais podemos conhecer nosso potencial pleno até estarmos dispostos a nos esticar além do que pensamos serem nossos limites.

Peter estava me contando sobre uma vez em que visitou um centro de reabilitação física, e observou um homem que estava aprendendo a andar novamente. Até então, o homem estava dando apenas passinhos pequenos e arrastados, mas o terapeuta decidiu que estava na hora dele se esforçar mais. O homem protestou, temendo que seria impossível, e que fosse cair. No entanto, com um terapeuta de cada lado, literalmente o forçando a andar cada vez mais rápido, ele percebeu que na realidade conseguia. Por si só, ele nunca teria dado aqueles passos de progresso.

A natureza do Senhor é tal que Ele às vezes perturba nossas zonas de conforto, e introduz novos desafios na nossa vida. Isso nos obriga a reconsiderar as limitações que estipulamos para nós mesmos, para assim podermos ultrapassá-las. E ao fazermos isso, frequentemente descobrimos que não é tão assustador quanto imaginávamos, e muitas vezes até descobrimos um novo mundo de oportunidades e potencial que antes não achávamos ser possível.

 

Copyright © 2022 The Family International. Política de Privacidade Política de Cookies