Análise do Equilíbrio da Vida: Introdução

Por Peter Amsterdam

Agosto 13, 2019

[Life Balance Check: Introduction]

Na última parte do ano passado e nos primeiros meses deste ano, sofri com dor nas costas, o que dificultou que eu trabalhasse em meu computador, atrapalhou meu sono e que eu fizesse exercícios. Durante esse tempo também me submeti a um tratamento dentário que não foi bem feito, resultando em muitas dores em alguns dos meus dentes e tornaram a alimentação difícil. Tive de ir a outro dentista, que teve que refazer todo o trabalho nos meus dentes. Durante todo esse tempo, eu estava ficando cada vez mais atrasado no meu trabalho e outras responsabilidades, mas continuei insistindo apesar da dor e da falta de sono. Essa dor contínua, juntamente com a sensação de pressão no meu trabalho e dificuldade em me manter em outros aspectos da minha vida, me colocou sob muita pressão. Isso foi prejudicial para minha saúde, atitude e vida espiritual. Não foi a primeira vez em que experimentei altos níveis de estresse, é apenas o mais recente.

Quando eu estava pensando, orando e refletindo sobre o estresse que permiti, tanto no passado quanto agora, mais recentemente, o Senhor destacou dois pontos importantes. Primeiro, uma sensação renovada de como é importante cuidar de nossos corpos, mentes e espíritos proativamente, em vez de esperar até que algo aconteça que nos force a tomar uma ação reativa. É claro que eu já sabia disso, mas me permiti ficar na esteira do estresse, do trabalho e das obrigações a ponto de infringir algumas das regras básicas de saúde. Com o tempo, fiz escolhas que achava que eram boas, abnegadas e necessárias; mas no fim, eu me sobrecarreguei e não dei atenção às sugestões do Senhor de que estava me permitindo estar sob muito estresse.

Em segundo lugar, vi que posso fazer escolhas para trazer mais equilíbrio à minha vida, mesmo em momentos desafiadores, ocupados e estressantes. Se considerarmos as atividades de equilíbrio de vida como luxos, elas serão as primeiras serem descartadas quando nosso trabalho, família ou vida pessoal entrarem em um período particularmente pesado. Mas se considerarmos o equilíbrio entre a vida e o bem-estar geral como a base sobre a qual podemos cuidar melhor de nossa família e entes queridos, fazer trabalho criativo e de qualidade, estar disponíveis para os propósitos de Deus e estar presentes e engajados na vida, então estaremos mais determinados a encontrar maneiras de construir esses “balanceadores” essenciais em nossas vidas diárias. Cheguei à conclusão de que precisava ver essas escolhas em relação ao equilíbrio da vida como parte de minha obediência ao Senhor.

Aproveitei o tempo para refletir sobre minha vida e como meu trabalho e outras responsabilidades haviam adquirido proporções esmagadoras. Fiz uma espécie de avaliação de vida pessoal e, no processo, escrevi sete áreas principais que são algumas das chaves para o equilíbrio da vida. Não são conceitos novos.  São amplamente aceitos como fundamentais para uma vida saudável e equilibrada. (Embora o primeiro ponto aponte diretamente para nossa fé, os descrentes também encontram grande valor em meditar ou passar tempo de silêncio.)

Aqui estão as principais áreas de equilíbrio de vida em que eu refleti:

  1. Tempo com o Senhor
  2. Saúde
  3. Exercício
  4. Gerenciamento de estresse
  5. Crescimento pessoal
  6. Relacionamentos, família e amigos
  7. Retribuir e ser generoso

Foi benéfico para mim pensar em cada um desses pontos e avaliar meu desempenho. Onde precisava melhorar? Do que costumo abrir mão primeiro quando o estresse aumenta? O que preciso mudar na minha vida para ser fortalecido em uma determinada área? Esse exercício de “avaliação da vida pessoal” ressaltou o valor de dedicar um tempo para fazer um balanço da minha vida, não apenas quando estou com uma crise de saúde ou me aproximando do esgotamento, mas como um cuidado preventivo contínuo.

Cada um deve buscar o Senhor e avaliar seu equilíbrio de vida nas várias fases de nossas vidas. Não podemos supor que o que era bom no passado ainda o seja. Conforme nossas situações mudam, precisamos de mudanças. É aconselhável fazer averiguações regularmente e ver como estamos indo em termos de equilíbrio de vida, ajustar nossas prioridades e agendas conforme necessário.

Nesta série de artigos, discutirei os sete tópicos listados acima em relação a cultivar e nutrir uma vida saudável e equilibrada. Embora não seja uma lista completa, reúne elementos universais para a saúde geral de cada pessoa, física, mental, espiritual e emocional. Mesmo que você não esteja avançando em todas essas frentes toda semana ou todo mês, você deve ter um plano geral para investir em cada uma dessas áreas, pois são aspectos importantes da vida e o ajudarão a viver os planos de esperança que Deus tem para você. “Pois eu sei os planos que tenho para vós, diz o Senhor, planos de paz, e não de mal, para vos dar uma esperança e um futuro.” Jeremias 29:11

Em primeiro lugar, gostaria de fazer alguns esclarecimentos importantes para esta série:

Não há um modelo específico para alcançar uma vida equilibrada. Meu objetivo com esta série é trazer uma atenção renovada a este importante tópico. Se cada um de nós puder pensar um pouco sobre esses sete pontos e como podemos incorporá-los em nossas vidas, sairemos ganhando. Como você aplica esses conceitos e como isso se traduz em sua vida e agenda é com você. Estamos em diferentes fases da vida. Se você tiver uma família, filhos ou netos que moram perto ou com você, e está muito envolvido em suas vidas, a questão “família” provavelmente ocupará uma parte maior do seu tempo. Se você vive sozinho, pode ter mais tempo para investir em outras atividades. Cada um precisa olhar para sua própria situação, circunstâncias e necessidades e descobrir o que funciona melhor para nós.

Qualquer que seja sua situação pessoal e seus níveis de estresse, você pode se apegar a essa linda promessa encontrada no Livro Isaías, relacionada ao desejo de Deus de sermos orientados, guiados e fortalecidos por Ele, em todos os desafios da vida.

O Senhor te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares secos, e fortificará os teus ossos. Serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca faltam. Isaías 58:11

 

Copyright © 2022 The Family International. Política de Privacidade Política de Cookies