Dias Melhores Virão—5ª Parte

Por Peter Amsterdam

Novembro 16, 2021

— Lidando com o desapontamento

[Better Days Ahead—Part 5: Dealing with Disappointment]

Frequentemente, quando estou orando e meditando na Palavra de Deus, procuro gastar algum tempo para contar minhas bênçãos e lembrar como a bondade de Deus se manifestou em minha vida. Sinto-me muito grato. Penso nas sábias palavras de Samuel quando nos lembrou de temer o Senhor e servi-Lo fielmente e de todo o coração; considerando as grandes coisas que Ele fez! (1 Samuel 12:24). É edificante meditar na bondade e misericórdia do Senhor. Creio que todos podemos nos alegrar e dizer: “Grandes coisas fez o Senhor por nós, e por isso estamos cheios de alegria” (Salmo 126:3).

Obviamente, nossas histórias de vida não são mares de rosas. Vivemos em um mundo marcado pelo pecado e, consequentemente, acredito que todos já sentimos a dor da decepção. Decepção significa “um sentimento de insatisfação quando as esperanças, desejos e expectativas de alguém não se concretizam". Alguns sinônimos são desapontamento, desencanto e frustração.

A decepção pode ser incapacitante e causar um sofrimento tal, que desencadeia males no corpo. Em geral, não basta apenas sorrir e “fazer uma cara feliz”. A decepção costuma ser dolorosa e triste!

É possível que esteja lidando com uma sequência de desapontamentos. Isso pode estar relacionado a oportunidades perdidas, relacionamentos dolorosos, problemas familiares, projetos de trabalho paralisados ​​ou cancelados, um diagnóstico médico trágico em vez de uma recuperação triunfante, e a lista continua.

Jesus disse: “Neste mundo vocês terão aflições” (João 16:33 NVI). E isso se aplica a todos nós! Não há como escapar. Sei que pode soar um tanto fatalista, mas o que devemos fazer a respeito? Para começar, não devemos esquecer a segunda parte desse versículo: “Contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo.” Sempre há esperança, porque Jesus vence no fim!

Na hora da decepção, saber que Deus está atento aos nossos clamores é um conforto. Ele sempre nos ouvirá, quer estejamos felizes, tristes, com o coração partido ou desapontados. Devemos nos lembrar de que nada é difícil demais para o Senhor, está além de Seu alcance, ou escapa do Seu desvelo e provisão. “Eu sou o Senhor, o Deus de toda a humanidade. Acaso haveria coisa demasiadamente difícil para mim?” (Jeremias 32:27).

Quando sentirmos o peso da decepção, ajuda tentar colocar as coisas em perspectiva, olhando para a nossa situação de um ponto de vista diferente.

A primeira coisa a lembrar é que nenhuma quantidade de sofrimento ou decepção nesta vida é capaz de desfazer o que Deus fez por nós em Cristo. ...

A verdade é que nossas provações e decepções, embora não gostemos delas, não são sem propósito. É por elas que aprendemos paciência, humildade, perseverança e confiança — virtudes que nos fortalecem e desenvolvem um caráter piedoso.

Além disso, é nos tempos difíceis que aprendemos a confiar em Deus e a vivenciar em primeira mão a absoluta confiabilidade de Sua Palavra. Também aprendemos a verdade do que Paulo ensinou: o poder de Deus é maior em nós quando estamos mais fracos (2 Coríntios 12:9). ...

É importante que nossa perspectiva inclua a eternidade. Nosso tempo na Terra é uma fração incalculavelmente pequena de nossa jornada eterna.

Considere o apóstolo Paulo e a perseguição a que ele foi submetido enquanto pregava o Evangelho. Embora seus muitos sofrimentos parecessem insuportáveis, ele surpreendentemente se referiu a eles como “leve e momentânea tribulação”. Isso porque ele se concentrava no “eterno peso de glória”, muito maior que qualquer decepção terrena (2 Coríntios 4:17; ver também Romanos 8:18). E Paulo ensinou como fazer isso: não devemos atentar nas coisas que se veem, mas nas que não se veem, nosso lar celestial (2 Coríntios 4:18)…

Ser um filho de Deus significa nunca estar sozinho nas provações (Hebreus 13:5). Deus nos dá a força e a graça de que precisamos para suportar qualquer circunstância e superar qualquer decepção (Filipenses 4:13).[1]

Descobri que, em tempos de provações, citar Filipenses 4:4,6-7 em voz alta me ajuda a voltar a me concentrar na verdade de Deus e a não permitir que a preocupação e o estresse relacionados a problemas, doenças, decepções ou dificuldades no trabalho dominem meus pensamentos.

Regozijai-vos sempre no Senhor. Outra vez digo, regozijai-vos. Não andeis ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e pela súplica, com ações de graças, sejam as vossas petições conhecidas diante de Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e as vossas mentes em Cristo Jesus.

Após citar esses versículos, é preciso fazer um esforço intencional para colocar isso em prática. Comece alegrando-se e agradecendo ao Senhor por Sua bondade e Suas bênçãos. É bom também relembrar bênçãos e vitórias específicas e enumerar essas muitas coisas boas. Em seguida, observe as coisas que estão causando ansiedade. Entregue a lista ao Senhor em oração, expressando essas petições com ações de graças, dando glória a Deus e expressando gratidão por Sua misericórdia e bondade. Por fim, deve se concentrar em receber a paz que Ele promete, aquela paz enorme que “ultrapassa todo o entendimento.” Mesmo quando a situação parecer impossível, Ele promete que podemos receber Sua paz.

Com as decepções podemos aprender, crescer e amadurecer, como vemos em Tiago 1:2–4:

Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança. E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem lhes faltar coisa alguma. (NVI)

Certamente, apesar de nossos melhores esforços para aprender e superar as decepções, haverá momentos em que nos sentiremos oprimidos e desanimados quando algo inesperado acontecer. Ou quando avançávamos em direção a uma meta específica que era importante para nós e, contrariando nossos planos, o resultado foi diferente do esperado e parece ser um revés ou uma perda.

Em tempos como esses, devemos lembrar de que Deus vê o quadro geral. Nossa situação nunca é desesperadora. Deus tem um plano para nossas vidas e sabemos que podemos confiar em Deus porque Ele é bom. Confiamos nEle porque nos ama e sabe o que é melhor. Confiamos nEle porque prometeu dar sentido aos nossos contratempos, fracassos, desafios e transformá-los em bênçãos em nossa vida. Quando nossas esperanças e expectativas não se concretizam, é importante não nos desiludirmos com o próprio Deus.

Quando Deus não age quando pensamos que deveria agir, não é por incapacidade. (…) Escolhe agir ou não de acordo com Sua perfeita e santa vontade, para realizar Seus justos propósitos. Nada acontece que esteja fora do plano de Deus. (…) Há ocasiões em que Ele decide nos revelar Seus planos (Isaías 46:10) e em outras, não. Às vezes, entendemos o que Ele está fazendo, mas nem sempre (Isaías 55:9). De uma coisa podemos ter certeza: se pertencemos a Ele, tudo o que Ele fizer será para nosso benefício, quer o compreendamos ou não. …

Quando alinhamos nossa vontade à de Deus e podemos dizer, como fez Jesus, “Não se faça a minha vontade, mas a Tua” (Lucas 22:42), então encontramos o contentamento ao que Paulo se referiu em 1 Timóteo 6:6-10 e Filipenses 4:11-12. Paulo aprendeu a se contentar com tudo o que Deus enviava em seu caminho. Confiava em Deus e se submeteu à Sua vontade, sabendo que um Deus santo, justo, perfeito, amoroso e misericordioso faria com que todas as coisas contribuíssem para nosso benefício, como Ele prometeu. Quando vemos Deus sob essa luz, não podemos ficar desapontados com Ele. Em vez disso, devemos nos submeter de boa vontade a nosso Pai celestial, sabendo que Sua vontade é perfeita e que tudo o que Ele fizer em nossas vidas será para nosso bem e Sua glória.[2]

Podemos ter certeza de que, mesmo quando não entendemos, há um propósito no que o Senhor permite que entre em nossa vida. E se formos abertos e humildes, podemos aprender com as decepções, mesmo que resultem de nossos erros, pecados ou decisões equivocadas. É bom buscar o Senhor para qualquer coisa que Ele queira nos ensinar em nossos momentos de sofrimento.

Quando estiver passando por momentos de desânimo ou decepção, especialmente se achar que falhou de alguma forma, tente ser gentil consigo mesmo. Não se culpe em seus pensamentos. Seja gentil consigo mesmo em vez de crítico. Faça um esforço consciente para interromper sua conversa interna negativa.

Lembre-se de que nossa identidade cristã, nosso senso de valor e autoestima se baseiam no fato de que, de modo especial e admirável, somos criações de um Deus, que nos criou especificamente no amor. Ele veio a este mundo, deu Sua vida por nós e prometeu que viveremos em um mundo eterno de beleza e alegria em corpos eternos. Quando nossa visão de nós mesmos estiver totalmente fundamentada no amor incondicional de Deus e em nossa identidade como filhos de Deus, com um destino eterno, independentemente de nossas falhas e limitações, teremos maior facilidade para construir sentimentos positivos sobre nosso futuro e potencial.

A maneira como o Senhor vê você é belamente expressa na canção de Lauren Daigle, intitulada “You Say”. Aqui estão alguns trechos dessa canção (em tradução livre):

Eu continuo lutando contra vozes em minha cabeça
Que dizem que não sou o suficiente
A cada mentira que diz que eu nunca vou ser boa o bastante
Eu sou mais do que uma canção com todos os altos e baixos?
Lembre-me, mais uma vez, quem eu sou porque preciso saber

Você diz que sou amada
Quando não sinto nada
Você diz que sou forte
Quando me sinto fraca
Diz que estou amparada
Quando sinto me sinto impotente
E quando não encontro meu lugar
Você diz que eu sou Sua
E eu acredito
Acredito
O que você diz de mim
Eu acredito

Você pode encontrar o vídeo oficial da música no YouTube,[3] que já conta com mais de 230 milhões de visualizadas!

Para encerrar, aqui está uma mensagem encorajadora de Jesus.

Independentemente de quais sejam suas circunstâncias ou de como você lidou com elas, do que você fez ou deixou de fazer, Eu amo. você. Vejo cada uma de suas lágrimas. Ouço todos os seus pedidos de ajuda. Sinto suas dores, suas tristezas, suas frustrações, suas decepções. Vejo bem no fundo do seu coração e amo você mais profundamente do que você pode compreender.

Muitas vezes a vida é uma luta, mas fica muito mais fácil quando você traz todos os seus fardos e cuidados para Mim. Posso transformar até mesmo turbulência, vazio e decepção em paz, esperança e amor.

Traga para Mim tudo o que o está oprimindo e vou aliviar sua mente atribulada, secar suas lágrimas, renovar sua coragem e esperança.

Cada dia pode ser um recomeço. As decisões do passado surtiram efeito, mas seja o que for que tenha acontecido até agora, você pode tomar as decisões certas hoje.

Não perca tempo revivendo a dor de erros passados ​​e decisões erradas. Isso apenas esgota sua força para fazer o que você pode fazer hoje. Você não pode mudar o passado.

Aprenda com os erros do passado e deixe-os para trás hoje. Perdoe aqueles que o prejudicaram e peça perdão àqueles que você ofendeu. Busque em Mim e na Minha Palavra coragem e esperança renovadas, começando hoje. Defina novos objetivos hoje. Gaste seu tempo em coisas que realmente contam hoje. Decida-se a fazer as coisas melhor, entregue todos os seus caminhos a Mim a partir de hoje.

Com a Minha ajuda, seu futuro pode ser preenchido com novas perspectivas, realizações e novas realizações que mais do que compensarão as decepções do passado — e tudo começa hoje. Jesus.

Louvado seja o Senhor! Vamos lembrar: “Ontem é o passado, amanhã é o futuro, mas hoje é um presente. É por isso que é chamado de presente.”[4] Deus o abençoe!


[1] https://www.gotquestions.org/disappointment-with-life.html

[2] https://www.gotquestions.org/disappointment-with-God.html

[3] https://www.youtube.com/watch?v=sIaT8Jl2zpI

[4] Bill Keane.

 

Copyright © 2022 The Family International. Política de Privacidade Política de Cookies